Misal Católico

¡Instala nuestra app para disfrutar de una mejor experiencia en tu dispositivo móvil!

Google Play App Store
Cerrar

Missal Católico do dia: Sexta-Feira, Fevereiro 9 2024

Sexta-feira da 5ª semana do Tempo Comum

1.º Livro dos Reis

11,29-32.12,19.

Naqueles dias, quando Jeroboáo saía de Jerusalém, veio ao seu encontro o profeta Aías, de Silo, que trazia um manto novo. Estavam os dois sozinhos no campo.
Aías pegou no manto novo que trazia e rasgou-o em doze pedaços,
dizendo a Jeroboáo: «Toma para ti dez pedaços, porque assim fala o Senhor, Deus de Israel: "Vou tirar Salomáo do seu reino e dar-te-ei dez tribos,
ficando ele, no entanto, com uma tribo, em atençáo ao meu servo David e a Jerusalém, a cidade que Eu escolhi entre as doze tribos de Israel"».
E as dez tribos de Israel separaram-se da casa de David, até ao dia de hoje.

Livro dos Salmos

81(80),10-11ab.12-13.14-15.

Náo terás contigo um deus alheio,
nem adorarás divindades estrangeiras.
Eu, o Senhor, sou o teu Deus,
que te fiz sair da terra do Egito.
Mas o meu povo náo ouviu a minha voz,
Israel náo me quis obedecer.
Por isso os entreguei á dureza do seu coraçáo
e eles seguiram os seus caprichos.
Oh se o meu povo Me escutasse,
se Israel seguisse os meus caminhos,
num instante esmagaria os seus inimigos,
deixaria cair a máo sobre os seus adversários.

Evangelho segundo São Marcos

7,31-37.

Naquele tempo, Jesus deixou de novo a regiáo de Tiro e, passando por Sidónia, veio para o mar da Galileia, atravessando o território da Decápole.
Trouxeram-Lhe entáo um surdo que mal podia falar e suplicaram-Lhe que impusesse as máos sobre ele.
Jesus, afastando-Se com ele da multidáo, meteu-lhe os dedos nos ouvidos e com saliva tocou-lhe a língua.
Depois, erguendo os olhos ao céu, suspirou e disse-lhe: «Effathá», que quer dizer «Abre-te».
Imediatamente se abriram os ouvidos do homem, soltou-se-lhe a prisáo da língua e começou a falar corretamente.
Jesus recomendou que náo contassem nada a ninguém. Mas, quanto mais lho recomendava, tanto mais intensamente eles o apregoavam.
Cheios de assombro, diziam: «Tudo o que faz é admirável: faz que os surdos oiçam e que os mudos falem».


S. Maron(monge, + cerca de 410)

S. Maron, mongeA vida deste monge sírio, amigo de S. Joáo Crisóstomo,é muito pouco conhecida, embora ele tenha deixado uma marca indelével na história das Igrejas do Oriente - ainda hoje uma delas guarda no nome a sua memória.Sabe-se que era eremita e que passou toda a sua vida exposto a intempéries e totalmente entregue á oraçáo, tendo tido uma grande influência no movimento monástico. Foi um verdadeiro mestre da vida espiritual, graças á sua fidelidade inquebrantável ao Senhor, e ensinava quantos lhe pediam conselho a combaterem as suas misérias espirituais, antes de tudo pelo recurso á oraçáo.Um século depois da sua morte, um grande número de cristáos, fugindo á invasáo árabe, reuniram-se no mosteiro de S. Maron e criaram uma Igreja autónoma que tomou o nome de Igreja Maronita.


S. Miguel Febres Cordero Muñoz(religioso, +1910)


S. Miguel Febres CorderoIrmáo das Escolas Cristás, Cordero é considerado o maior educador cristáo do Equador. Nasceu em Quito em 1854, foi o primeiro irmáo latino-americano dos irmáos de La Salle. Por mais de quarenta anos, lecionou no colégio de Quito e viu passar como alunos seus muitos jovens que mais tarde ocuparam postos relevantes no governo daquele país ou em instituições da naçáo. Foi um grande pedagogo, tanto na escrita quanto na palavra. Seus textos escolares foram mais tarde adotados em todas as escolas do Equador.A partir de 1907, fez viagens de estudo e experiência pedagógica na Bélgica e na Espanha. Adoentado, retirou-se para Premiá de Bar [Barcelona - Espanha], onde veio a falecer em 9 de fevereiro de 1910. Seu corpo foi repatriado em 1936 onde foi recebido calorosamente pela naçáo. Repousa no colégio da Magdalena. Miguel Febres Cordero foi canonizado por Joáo Paulo II.


Santa Apolónia(virgem, mártir, + 249)


Santa ApolóniaDurante os reinados do Imperador Filipe I, o Árabe, (244-249) e de Trajano Décio (249-251), multidões ferozes na cidade de Alexandria (Egipto) saíam ás ruas á caça de cristáos. Apolónia, uma Diaconisa, foi apanhada pela turba e, como se recusava a renunciar a Jesus e á sua fé, foi cruelmente torturada. Os seus dentes foram arrancados com uma torquês (uma espécie de alicate). Quebraram os seus maxilares e ela foi levada para uma pira onde veio a morrer queimada. Apolonia náo era jovem, mas Dionysio, que presenciou a sua morte, descreveu-a numa carta para Fabius, que foi preservada pelo historiador Eusébio, bispo de Antioquia:"Eles amarraram esta preciosa virgem, quebraram todos os seu dentes com socos nos maxilares, fizeram uma fogueira e ameaçaram queimá-la viva, mas ela continuava recusando-se a recitar as blasfémias que eles queriam que recitasse. Entáo, de repente, ela mesma entrou na pira e foi logo envolvida de um fogo do "Espirito Santo" pois, lá de dentro, ela nos olhava com o rosto de uma cristá sem nenhum medo."Os anais de seus martírios contêm outras crueldades, mas na liturgia católica ela é mostrada com a pinça usada nos seus dentes. É a padroeira oficial dos dentistas e é invocada contra a dor de dentes.

misalcatolico.com


Categoria: Missa por Ano / Missal Católico 2024 / Missal Católico de fevereiro 2024

Publicado: 2024-02-29T22:07:03Z | Modificado: 2024-02-29T22:07:03Z